Os principais tratamentos para o câncer

Os principais tratamentos para o câncer

Após receber o diagnóstico, uma das conversas mais importantes entre o paciente e o oncologista é sobre o tratamento. Mas antes de falarmos do tratamento, é importante falarmos do medo que ele pode causar. A notícia tende a ser impactante e o paciente pode sim desenvolver alguns problemas psicológicos que merecem nossa atenção.

 

Medo e ansiedade são normais, mas precisam ser trabalhados

Assim, é possível que o medo e a ansiedade tomem conta dos pensamentos e prejudiquem a vida das pessoas. Por isso, existem práticas que ajudam a sanar essas sensações e até favorecem o andar do tratamento.

Nessa perspectiva, a meditação é uma delas. Isso porque ela melhora os quadros de dor e ajuda a lidar com as emoções.

Outra alternativa é respirar de forma compassada, que consiste em inspirar e expirar lentamente prestando atenção aos movimentos do corpo. Essa técnica é recomendada também na quimioterapia, diminuindo a dor na hora da punção do cateter.

 

A medicina integrativa pode ajudar

Ainda, a medicina integrativa é favorável à boa saúde mental do paciente. O incentivo de práticas como alongamentos, uso de fitoterápicos e atenção plena colaboram para vencer a ansiedade durante todo o tratamento.

Aliada aos cuidados do corpo, a atenção à mente possibilita uma maior rapidez e eficácia nos tratamentos. Daí a importância de investir nessas práticas nos hospitais e clínicas.

 

Os tipos de tratamento

 

Uma vez trabalhadas essas questões é hora de definirmos juntos o melhor tratamento.⠀
Muitas são as condições analisadas antes da decisão final, podendo inclusive ser indicada a combinação entre dois ou mais tratamentos. A melhor escolha é aquela que se adapta à necessidade do paciente.

Então vamos lá:

 

Quimioterapia

O tratamento quimioterápico utiliza medicamentos para destruir as células cancerígenas. Pode ser administrado via oral ou venosa com a finalidade de atingir as células doentes ou impedir que elas se espalhem pelo corpo.⠀

 

Radioterapia

Nesse tratamento são utilizadas radiações ionizantes com a finalidade de destruir o tumor ou impedir que ele se espalhe. Existem vários tipos de radioterapia que podem ser indicadas dependendo do tumor e estadiamento da doença.

 

Transplante de medula óssea

A medula óssea contém células-tronco e está localizada no interior dos ossos. O transplante é proposto para algumas doenças que afetam as células do sangue como leucemias, linfomas e mieloma múltiplo.

 

Cirurgia

A cirurgia é um tratamento muito comum na oncologia, pois pode ser indicado para vários tipos de câncer e tem grandes chances de cura quando a doença é diagnosticada precocemente.

 

Imunoterapia

Geralmente administrados diretamente na veia, os medicamentos da imunoterapia estimulam o organismo a identificar células cancerosas e atacá-las através da resposta imunológica. É um dos principais avanços no tratamento de câncer nos últimos anos.

 

Terapia-alvo

Nesse tratamento, são utilizadas drogas que irão atacar diretamente os genes, proteínas ou o ambiente tecidual específico das células cancerígenas com a finalidade de combater o crescimento e sobrevida do tumor.

Como você pode ver, existem diversas estratégias e alternativas de tratamento.

O médico oncologista, que acompanha o caso, é a melhor fonte de informações para o paciente. Aproveitar o momento da consulta para sanar todas as dúvidas é essencial.

Não compare o seu câncer e confie no médico que escolheu para acompanhar o caso. Tudo será conduzido da melhor forma possível. Não tenha dúvidas!

Entre em contato!